H2FOZ | Notícias | Foz do Iguaçu
  1. Home
  2. Planeta Foz

Jovem bailarino de Foz busca apoio para fazer curso em São Paulo

Jovem bailarino de Foz busca apoio para fazer curso em São Paulo
Com 14 anos, artista foi premiado em festival e recebeu bolsa de estudo; vaquinha arrecada recursos para transporte, hospedagem e uniforme (Foto: Celso Dias/Duodvant)

H2FOZ - Paulo Bogler

O sonho de construir carreira como bailarino ficou mais real para o artista iguaçuense João Maria Neto, de 14 anos. Por ter sido reconhecido como "Bailarino Revelação" no 30º Festival de Dança de Cascavel, ele ganhou uma bolsa integral de estudo no PromoDança, importante instituto que fica em São Paulo e atua na área desde 1997.

Para dar esse passo a mais na sua vida artística, João precisa de ajuda da comunidade. O curso na escola paulista é gratuito, mas o bailarino e sua família não têm recursos para transporte, alimentação, hospedagem e aquisição dos uniformes necessários.

Para custear esses gastos, a Duodvant Ballet Clássico, escola de dança em que João estuda como bolsista, lançou campanha de arrecadação entre a população, por meio de uma vaquinha na internet (clique para acessar). O objetivo é reunir R$ 2.500 – já foram recebidos R$ 1.100, 40% da quantia necessária.

Qualquer pessoa pode ajudar, e o procedimento virtual de doação é simples e seguro. O prazo para colaborar vai até o próximo dia 1º de novembro. O curso de João Maria Neto em São Paulo será no mês de janeiro de 2020.

Dedicado exclusivamente ao balé, o rapaz é bailarino da Duodvant há três anos. Ele estuda no 9º ano do Colégio Ayrton Senna da Silva e mora no Jardim Canadá. Na premiação de "Bailarino Revelação", concedida a João no Festival de Cascavel, o juri avaliou a aptidão física e os desempenhos técnico e artístico.

Com 14 anos, João foi premiado como "Bailarino Revelação" em festival de dança - foto Celso Dias/Duodvant

No instituto PromoDança, o iguaçuense passará por formação e aperfeiçoamento. "São cursos extremamente concorridos devido à qualidade do ensino", explica a diretora da Duodvant, Melissa Martins.  A qualificação em balé clássico pré-júnior abrange técnica clássica, dança a caráter, repertório e aprimoramento técnico-artístico.

"O curso é de suma importância para o João, uma vez que é uma grande oportunidade para aprender e aperfeiçoar suas técnicas, e abrir seus horizontes para a dança", aponta Melissa Martins.

Formada há cinco anos, da união entre as escolas Melissa Martins e Premiére, a Duodvant Ballet Clássico tem 106 alunos, dos quais 15 são bolsistas.

Acesse o link da vaquinha virtual.